Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

É Desporto

É Desporto

05 de Março, 2020

Takeichi Nishi. A medalha de ouro que morreu a defender Iwo Jima

Especial Jogos Olímpicos (Los Angeles-1932)

Rui Pedro Silva

Takeichi Nishi

Era oficial do império japonês e adorava montar a cavalo. Nos Jogos Olímpicos de Los Angeles, em 1932, uma década antes de o Japão entrar em guerra com os Estados Unidos, Nishi brilhou com uma medalha de ouro na prova de saltos de obstáculos. A vida deu uma enorme volta e acabou morto pelos norte-americanos durante a tomada da ilha de Iwo Jima, celebrizada pelos filmes de Clint Eastwood.

Os Jogos Olímpicos de Los Angeles marcaram o surgimento do Japão em grande plano no panorama olímpico. Depois de não ter qualquer atleta entre 1896 e 1908, não passou de comitivas modestas até Amesterdão-1928. No total acumulado, foram 79 atletas e oito medalhas – apenas duas de ouro.

Nos Estados Unidos tudo mudou. A comitiva atingiu uns impressionantes 131 atletas e o balanço final ditou a conquista de 18 medalhas: sete de ouro, sete de prata e quatro de bronze. Se em alguns casos, foi apenas o início de uma longa tradição por modalidade, noutros, como é o exemplo do equestre, foi uma vitória singular na história.

Takeichi Nishi foi o responsável. O militar do império japonês chegou a Los Angeles com 30 anos e… com um cavalo chamado Uranus, comprado em Itália dois anos antes. Juntos, brilharam na prova de saltos de obstáculos e conquistaram a medalha de ouro, com apenas oito pontos de penalidade, contra os 12 do norte-americano Harry Chamberlain e dos 16 do sueco Clarence Von Rosen Jr.

Da glória em Los Angeles à morte durante a II Guerra Mundial passaram apenas treze anos. Nishi fazia parte da armada japonesa que defendia a ilha de Iwo Jima e acabou por morrer durante a célebre batalha com os norte-americanos em 1945.

Os Estados Unidos sabiam que Nishi era um dos importantes elementos na ilha e tentaram, sem sucesso, a sua rendição. As teorias sobre a sua morte dividem-se entre fogo de uma metralhadora e fogo de um lança-chamas, e o único facto indiscutível é que o histórico campeão olímpico morreu naquela ilha.

Mais de 60 anos depois, Takeichi Nishi, que continua a ser o único japonês a conquistar um título olímpico no equestre, foi imortalizado num filme de Clint Eastwood: Cartas de Iwo Jima. No mesmo ano, o realizador também abordou a batalha aos olhos americanos, com a película As Bandeiras dos Nossos Pais.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.