Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

É Desporto

É Desporto

26 de Maio, 2020

Lawrence Lemieux. O velejador com a prioridade certa

Rui Pedro Silva

Lawrence Lemieux

Estava em posição de vencer uma regata mas não pensou duas vezes quando se deparou com uma situação de urgência em que dois velejadores estavam em apuros. Em vez de continuar numa busca incessante por um lugar cimeiro, abdicou da competição e fez os possíveis para garantir que Joseph Chan e Siew Shaw Her ficavam livre de perigo. Gesto valeu-lhe a medalha… Pierre de Coubertin.

A participação do canadiano Lawrence Lemieux na classe Finn nos Jogos Olímpicos de Seul, em 1988, estava longe de ser brilhante. Com quatro regatas disputadas, num total de sete, ainda não tinha feito melhor do que a quinta posição e já tinha um 12.º, um 13.º e um 20.º. Estava longe dos principais favoritos mas, na quinta corrida, seguia numa excelente segunda posição. A luta pelo pódio já era impossível, mas era uma boa oportunidade para finalmente vencer uma regata.

O que se passou a seguir elevou Lemieux a uma categoria especial de atletas olímpicos. Ao mesmo tempo que se disputava esta regata da classe Finn também decorria uma da classe Star. Aí, a dupla de Singapura, composta por Joseph Chan e Siew Shaw Her deparou-se com muitas dificuldades provocadas pelo vento e viu a sua embarcação capotar.

Os dois velejadores precisavam de ajuda, estavam em perigo, e Lemieux, ali perto, nem hesitou. Abandonou o seu percurso e foi na direção dos dois atletas, recolhendo-os e aguardando pela chegada da embarcação médica. Quando finalmente regressou à regata, não foi além do 22.º posto.

O gesto valeu-lhe os elogios de todos e a organização acabou por decidir atribuir-lhe a segunda posição que ocupava aquando do acidente. Os pontos não fizeram diferença – não foi além do 11.º lugar final -, mas o desportivismo demonstrado foi suficiente para que o Comité Olímpico Internacional o galardoasse com a prestigiada medalha Pierre de Coubertin, com o então presidente Juan Antonio Samaranch a destacar o sacrifício e a coragem demonstradas.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.