Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

É Desporto

É Desporto

16 de Abril, 2020

Bob Hayes. Da supremacia olímpica à Super Bowl

Especial Jogos Olímpicos (Tóquio-1964)

Rui Pedro Silva

Bob Hayes

A medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 1964 representou a 49.ª vitória consecutiva em corridas dos 100 metros. Depois de alcançar tudo o que havia para conquistar, mudou de ares e dedicou-se ao futebol americano. Na NFL, fez grande parte da carreira ao serviço dos Dallas Cowboys e conquistou uma Super Bowl.

«Senhor Presidente, ele é um jogador de futebol americano. É uma coincidência que seja também o homem mais rápido do mundo.» Foi desta forma que Jake Gaither, treinador da equipa de futebol americano da Universidade Florida A&M respondeu ao presidente dos Estados Unidos, Lyndon B. Johnson, quando este lhe pediu para guardar Bob Hayes para os Jogos Olímpicos de Tóquio.

Hayes tinha um talento especial e desde cedo na sua vida que evidenciou uma capacidade estupenda para fazer a diferença no futebol americano e no atletismo. A rapidez era o denominador comum e, ainda hoje, a característica que o imortalizou.

Por muito que Gaither não quisesse, Bob Hayes ia disputar os Jogos Olímpicos de Tóquio em 1964. Tinha apenas 21 anos e um historial de triunfos impressionante. Fosse qual fosse a distância de velocidade, o norte-americano de Jacksonville brilhava ao mais alto nível e não dava hipóteses à concorrência.

Foi o que aconteceu no Japão, durante todas as etapas da prova dos 100 metros. Venceu a oitava série das eliminatórias com um tempo de 10,4 segundos, baixou para 10,3 segundos na segunda ronda e registou um fantástico tempo de 9,9 segundos na meia-final. A marca seria um novo recorde mundial se não tivesse sido anulada por causa do vento. Na final, porém, fez um tempo redondo oficial de 10 segundos e igualou a melhor marca mundial.

Vencer, vencer, vencer. Era a única coisa que Hayes sabia fazer. Naquele dia, a 15 de outubro, Bob Hayes garantiu a 49.º vitória consecutiva numa prova dos 100 metros. Mas a história ainda não tinha acabado. Na estafeta dos 4x100 metros, apesar de a equipa norte-americana não ser… grande coisa, juntou mais um ouro depois de ter recebido o testemunho na quinta posição e ter registado o tempo mais rápido alguma vez registado na distância: 8,60 segundos. Em comparação, também em 100 metros lançados numa estafeta, Usain Bolt nunca passou dos 8,65 segundos.

A glória olímpica resumiu-se ao Japão. Fiel ao argumento de Gaither, Bob Hayes dedicou-se de corpo e alma ao futebol americano e foi escolhido pelos Dallas Cowboys na sétima ronda do draft da NFL em 1964. Hayes representou a equipa do Texas entre 1965 e 1974 e a 16 de janeiro de 1972 tornou-se o primeiro – e único – homem da história a juntar o título da Super Bowl ao ouro olímpico. No jogo decisivo, o wide receiver somou uma corrida de 16 jardas e duas receções, a passe do lendário Roger Staubach, que acumularam 23 jardas.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.